Uma Guia para Convívios mais Seguros durante a COVID-19

Multilingual Resources

Image

Quer esteja vacinado ou não, se está a planear reunir-se este inverno com familiares e amigos, pense no que pode fazer para ajudar a manter-se a si e aos seus entes queridos protegidos contra a COVID-19.

Estar vacinado é a forma mais segura de se proteger a si e aqueles que o rodeiam, especialmente aqueles que ainda não estão elegíveis para vacinação. As vacinas são altamente eficazes na prevenção de doença grave e morte, mas se decidir conviver, vacinado ou não, há risco de propagar a infeção da COVID-19. Vacinação, uso de máscara, lavagem de mãos e ficar em casa são as medidas a tomar para ajudar a proteger os outros se estiver doente.

Encontros em Público

De modo geral, neste momento, para conviver em público:

  • Vacinar-se é a melhor forma de se proteger de doença grave, hospitalização ou morte por COVID-19.
  • Use máscara. Vacinado ou não, a partir dos cinco anos de idade, é obrigatório usar máscara de proteção em todos os locais públicos fechados e eventos ao ar livre com 500 ou mais pessoas, tais como concertos ou eventos desportivos. É altamente recomendado que crianças entre os 2 e os 4 anos também usem máscara.
  • Fique em casa se estiver doente ou tiver quaisquer sintomas.
  • Planeie antecipadamente. Leve o seu carro ou tenha uma forma alternativa de chegar a casa para a eventualidade de se encontrar numa situação desconfortável ou de risco, tal como num bar sobrelotado com pessoas que não estejam a usar máscara.

Encontros Privados

Antes de organizar um encontro social

  • Reveja a sua lista de convidados. Pense sobre quem vai convidar. Existe alguém que possa ser pessoa de alto risco no âmbito da COVID-19, incluindo crianças que ainda não sejam elegíveis para vacinação? Sabe se os seus convidados estão vacinados? Se não souber, é importante perguntar-lhes para poder planear tudo devidamente.
  • Planeie antecipadamente. Se houver vários agregados que não estejam vacinados ou agregados com pessoas que não estejam vacinadas e tenham alto risco de desenvolver doença grave associada à COVID-19, a opção mais segura é reunirem-se virtualmente. Se decidir reunir-se pessoalmente, deixe bem claro aos seus amigos e familiares que fará da segurança uma prioridade quando estiverem juntos.
  • Viaje em segurança. Se está a planear viajar para se encontrar com familiares ou amigos, por favor, siga as orientações de viagem do CDC. Se viajar para uma zona de alto risco de transmissão de COVID-19, tenha cuidado. Deverá ter cuidados redobrados com o uso de máscara e manter uma distância de 2 metros das outras pessoas em locais públicos.
  • Prefira o exterior. Conviver ao ar livre é muito mais seguro do que em locais fechados. Se tiver de estar num local fechado, escolha um espaço bem ventilado, tal como uma sala com janelas abertas.
  • Opte por convívios com poucas pessoas. Quando se trata de conviver com pessoas fora do seu agregado, quantos menos, melhor.
  • Seja breve. Períodos de tempo mais curtos reduzem a probabilidade de propagar a COVID-19. Em encontros breves, é também mais fácil manter as mãos e as superfícies devidamente desinfetadas.
  • Tenha as crianças em conta. As crianças podem ter dificuldade em manter uma distância de 2 metros, portanto, o uso de máscara e a lavagem de mãos são importantes. Lembre-se: crianças com menos de 2 anos nunca deverão usar máscara! Se o seu familiar tiver menos de 2 anos de idade ou não puder usar máscara, evite visitas de pessoas que não estejam vacinadas ou cuja situação de vacinação se desconheça.
  • Verifique o estado de saúde de cada um. Pergunte se alguém teve sintomas como tosse, febre ou dificuldade em respirar nas 2 últimas semanas. Peça aos convidados para medirem a temperatura antes de chegarem. Quem tiver febre — ou quem tiver tido outros sintomas ou souber que esteve exposto a alguém com COVID-19 nas duas últimas semanas — deverá ficar em casa.
  • Faça um teste. Quer esteja vacinado ou não, pode diminuir o risco de infeção se for testado 72 horas antes do convívio. Os testes rápidos podem estar prontos no dia do evento. Mesmo com um teste negativo, é importante continuar a seguir as restantes precauções partilhadas nesta página.
  • Instale a WA Notify no seu smartphone. A aplicação alertá-lo-á caso tenha estado exposto à COVID-19 e alertará as outras pessoas caso você teste positivo. A WA Notify é totalmente privada e não sabe quem você é nem controla a sua localização.

Durante um convívio privado

  • Use máscara. Se estiver a conviver num espaço fechado com pessoas fora do seu agregado, recomenda-se que todos usem máscara de proteção, a menos que todos os participantes tenham a vacinação completa. Tenha máscaras a mais à mão caso alguém se esqueça de levar.
  • Lave as mãos. Se não tiver acesso a um lavatório, disponibilize desinfetante de mãos.
  • Mantenha a distância e evite contacto próximo. Sempre que possível, mantenha uma distância de 2 metros, especialmente entre pessoas em alto risco de desenvolver doença grave associada à COVID-19 ou que não tenham ainda a vacinação completa.
  • Abra as janelas. Mantenha as janelas abertas nas salas em que irão conviver para permitir uma ventilação adequada.
  • Limpe. Desinfete frequentemente as superfícies utilizadas, antes, durante e após o convívio.

Após um convívio privado

  • Lave as mãos (novamente). Lave-as durante 20 segundos com sabão e água.
  • Desinfete. Limpe todas as superfícies que possam ter sido tocadas pelos convidados, tais como mesas, balcões, maçanetas das portas e acessórios da casa de banho, primeiro com água e sabão e depois com um agente desinfetante.
  • Esteja atento a sintomas. Se desenvolver sintomas, faça um teste. Alerte aqueles que participaram no convívio caso algum dos participantes tenha testado positivo. Saiba mais sobre o que deve fazer se tiver estado exposto.